top of page
  • Foto do escritorTaxly

Desvendando o mundo das APIs: como elas revolucionam a interação entre sistemas

Atualizado: 27 de abr. de 2023

Uma API (Application Programming Interface) é uma interface de programação de aplicativos que permite a comunicação e integração entre diferentes sistemas de software. Basicamente, ela define um conjunto de regras, protocolos e padrões para que aplicações possam interagir umas com as outras, trocando dados e informações.


Para entender melhor, imagine que você tem um sistema de gerenciamento de estoque em sua loja e quer integrá-lo com o sistema de vendas de sua loja virtual. Para isso, é possível utilizar uma API que permita a comunicação entre esses dois sistemas.


A API é um conjunto de funções, procedimentos e protocolos que possibilitam essa comunicação entre os dois sistemas. Ela pode ser disponibilizada em diferentes formatos, como REST, SOAP, XML, JSON, entre outros.


Quando uma aplicação quer se comunicar com uma API, ela envia uma requisição contendo informações e dados específicos, como um pedido de consulta, atualização ou exclusão de informações. A API recebe essa requisição, processa os dados, realiza as operações necessárias e retorna uma resposta com as informações solicitadas.


Por exemplo, se a aplicação de vendas quer obter informações sobre um produto em estoque, ela envia uma requisição para a API de estoque contendo o ID do produto. A API recebe a requisição, busca as informações sobre o produto no banco de dados de estoque e retorna uma resposta com essas informações, como a quantidade disponível, preço, entre outras.


Em resumo, uma API é uma forma de permitir que diferentes sistemas possam se comunicar e trocar informações de forma padronizada e organizada. Isso facilita a integração entre aplicações e torna possível a criação de soluções mais robustas e eficientes.




Timeline de evolução

A história das APIs é relativamente recente, mas sua evolução tem sido rápida e constante. Aqui está uma breve timeline da história das APIs:

  • Década de 1960: APIs começam a ser desenvolvidas em linguagens de programação de baixo nível para permitir a comunicação entre sistemas.

  • Década de 1990:


Com o surgimento da


web, as primeiras APIs para a internet começam a ser desenvolvidas, permitindo que diferentes sites possam se comunicar entre si.

  • 2000-2010: Com o crescimento das redes sociais e a popularização de dispositivos móveis, as APIs se tornam cada vez mais importantes para permitir a integração entre diferentes platafo


rmas e dispositivos.

  • 2005: É lançada a API do Google Maps, uma das primeiras APIs públicas e de grande escala, que permitiu a criação de inúmeras aplicações baseadas em mapas.

  • 2006: É lançada a primeira versão do Twitter API, permitindo que desenvolvedores possam criar aplicativos que interajam com a plataforma.

  • 2007: A Salesforce lança a Salesforce API, que permite a integração de seu sistema de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) com outras aplicações.

  • 2010-2020: APIs se tornam cada vez mais populares e são amplamente utilizadas em diversas áreas, como finanças, comércio eletrônico, saúde e transporte.

  • 2011: É lançada a API do Facebook, permitindo que desenvolvedores possam criar aplicativos que interajam com a rede social.

  • 2015: É lançada a API do Google Cloud Vision, que permite a detecção de objetos e reconhecimento de imagem em aplicações.

  • 2020: APIs continuam a evoluir e são cada vez mais importantes para permitir a integração de diferentes sistemas e plataformas em um mundo cada vez mais conectado e digital.

Ainda na Dúvida? assista o vídeo abaixo


8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page