top of page
  • Foto do escritorTaxly

Descobrindo o Metaverso: definição, história e futuro do universo virtual compartilhado

Atualizado: 27 de abr. de 2023


A ideia do metaverso foi proposta pela primeira vez em um romance de ficção científica de Neal Stephenson em 1992, intitulado "Snow Crash". Desde então, o conceito tem sido explorado em jogos de videogame, filmes, séries de TV e na tecnologia em geral. No entanto, a ideia de um metaverso mais completo e integrado ainda não se tornou uma realidade totalmente viável.


Atualmente, várias empresas de tecnologia estão trabalhando em seus próprios projetos de metaverso, incluindo a Microsoft, a Amazon e o Facebook, que recentemente mudou o nome da empresa para "Meta" para refletir seu foco em construir um metaverso.


A ideia por trás do metaverso é criar uma realidade alternativa em que os usuários possam se comunicar, colaborar, socializar, aprender e até mesmo trabalhar em um ambiente virtual, independentemente de sua localização geográfica. Isso permitiria uma infinidade de possibilidades de experiências interativas, desde jogos em tempo real até a realização de reuniões de negócios virtuais.


Embora ainda haja muito a ser feito para tornar a visão do metaverso uma realidade concreta, muitos especialistas acreditam que ele poderia ser a próxima grande revolução tecnológica após a internet e a revolução dos smartphones.


Timeline com os principais eventos na história do metaverso:

  • 1995: O jogo de computador "Worlds Chat" é lançado, permitindo que os usuários criem e personalizem seus próprios avatares e interajam com outros usuários em um ambiente virtual 3D.

  • 1999: A Linden Lab lança o Second Life, um mundo virtual em 3D onde os usuários podem comprar e vender itens virtuais, criar suas próprias construções e interagir com outros usuários em tempo real.

  • 2003: O jogo de MMORPG (massively multiplayer online role-playing game) "EVE Online" é lançado, permitindo que os jogadores criem suas próprias corporações e interajam em um mundo virtual compartilhado.

  • 2007: A Google lança o Google Earth, permitindo aos usuários visualizar imagens de satélite do mundo real em 3D.

  • 2014: A Facebook adquire a Oculus VR, uma empresa que fabrica equipamentos de realidade virtual, como o Oculus Rift.

  • 2017: A Linden Lab lança o Sansar, um mundo virtual em 3D que permite aos usuários criar e compartilhar seus próprios mundos virtuais.

  • 2018: A Decentraland é lançada, permitindo que os usuários comprem terrenos virtuais e criem seus próprios mundos virtuais baseados em blockchain.

  • 2020: Durante a pandemia de COVID-19, o uso de mundos virtuais compartilhados aumenta à medida que mais pessoas buscam maneiras de socializar e trabalhar à distância.

  • 2021: O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anuncia que a empresa está mudando seu foco para construir um metaverso, investindo bilhões de dólares em tecnologias de realidade virtual e aumentada para criar um mundo virtual compartilhado onde as pessoas possam trabalhar, jogar e socializar.

Embora ainda haja muito a ser feito para criar um metaverso totalmente funcional, a evolução das tecnologias de realidade virtual e aumentada sugere que o futuro do mundo virtual compartilhado pode estar mais próximo do que imaginamos.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page